fbpx

Blog

3 Etapas para Computação como Serviço utilizando Cloud Computing

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Todos os dias as equipes de TI vem sendo desafiadas a atender as demandas de negócio com alta confiabilidade e baixo custo. No mundo da TI, novos conceitos e terminologias surgem mais rápidos do que novas tecnologias. Todos os dias surgem tendências que prometem o paraíso para os desafios enfrentados pela TI.
Cloud Computing é talvez a mais consistente das tendências surgidas nos útlimos anos e sua força reside na combinação de múltiplas vantagens, destacando otimização de recursos, automatização e flexibilidade de provisionamento rápido.
Assim como surgem tendências que vem pra ficar, algumas verdades da tecnologia aplicada aos negócios se tornaram verdadeiros mantras para os CIOS : TI não tem sentido se não servir aos objetivos do negócio. TI só existe para atender as necessidades de negócio.
Cloud ou Nuvem, como preferirem, tem provado a cada dia estar alinhado com estes mantras, saindo do status de tendência da moda para recurso capaz de eliminar investimentos e gastos desnecessários em infraestrutura superdimensionada que muitas vezes encontra-se obsoleta já ao final do projeto.
Hoje a pergunta que os CIOS, Gerentes e Analistas de TI estão fazendo não é sobre caminhar ou não para Cloud, a questão e quando e como dar o primeiro passo.
As 3 etapas abaixo simplificam o processo de computação como serviço através da Cloud Computing ou Computação em Nuvem:

Etapa 1: Virtualização e Consolidação

A tecnologia da virtualização seja ela qual for, VMware, Hyper-V, KVM, XEN e outras, permite que múltiplos sistemas operacionais e aplicações compartilhem recurso de um único ou de diferentes servidores ao mesmo tempo, cada qual em sua máquina virtual isolada.
Ao permitir que um grande número de  máquinas virtuais (VMs) compartilhem os mesmos servidores físicos obtem-se uma melhor utilização e distribuição dos recursos de hardware. Em ambientes de produção, um dos grandes benefícios está em consolidar a carga de trabalho que antes era executada em vários computadores independentes em um número menor de servidores, economizando espaço, energia e facilitando gerenciamento, principalmente utilizando storage compartilhada.
Quem aqui já trocou ou autorizou a mudança de aplicação de servidor por falta de recurso em um e sobra de capacidade em outro ?
A virtualização oferece flexibilidade e cobre os principais sistemas operacionais do mercado e suas configurações, isto permite que um número infinito de aplicações sejam virtualizadas. Importante lembrar que alguns aplicativos merecem um planejamento mais detalhado antes de serem migrados para uma máquina virtual. Destaca-se aqui bases de dados altamente transacionais e aplicações de missão crítica.

Etapa 2: Provisionamento

O provisionamento do ambiente virtual talvez seja um dos momentos onde mais claramente se enxerga o beneficio de estar se adontando a cloud computing, pois em comparação com um processo tradicional, requer alguns poucos minutos e não obriga compra e implantação de nova infraestrutura, o que em algumas empresas poderia levar meses.
A questão é que se os processos administrativos não forem alinhados ao conceito da computação como serviço os benefícios podem ser prejudicados .
É aqui que o Gestor de TI precisa mostrar para empresa que a TI está se tornando um provedor de serviço, permitindo que as diversas área do negócio solicitem novos servidores ou recursos de infraestrutura para atender suas necessidades, pagando proporcional a utilização.
Ao atender as necessidades demandadas pelo negócio a TI pode oferecer também serviços adicionais como por exemplo alta disponibilidade e recuperação rápida de falhas, utilizando para isso ferramentas de monitoramento e orquestração.

Etapa 3: Automatização

Os  exemplos de serviços adicionais mencionados aumentam a complexidade, principalmente se o ambiente virtualizado é administrado manualmente. Por isso, é preciso implementar políticas para que a maior parte das tarefas operacionais de ambientes virtuais sejam realizadas sem interação humana, por exemplo, o provisionamento de máquinas virtuais sob demanda ou a migração de VMs de um servidor para outro em linha e sem que o aplicativo paralize o serviço.
A gerência automática da infraestrutura e a operação utilizando ferramentas padrão de ambientes virtualizados é o caminho para obter a flexibilidade, agilidade e eficiência que a Nuvem oferece tanto em nuvem privada como em nuvem pública.
A Infomach é um fornecedor  end-to-end de aplicações em nuvem, soluções e serviços em ambientes públicos, privados e híbridos. Analisando suas demandas de negócios, podemos ajudá-lo a planejar, entregar e gerenciar uma solução flexível nuvem sob medida para suas necessidades.
Entre em contato conosco pelo telefone 62 39457955 ou envie uma mensagem .
 

Artigos Relacionados

Procurar

Utilize o campo abaixo para encontrar o que deseja no Blog.

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba diretamente em seu e-mail nossos informativos.